7 Kinds of Monkeys lança o primeiro CD reunindo Jack Endino e o brasileiro Amaro Lima

Produtor de discos de Nirvana e Soundgarden aceita o convite do cantor e compositor capixaba para tocar baixo e produzir “Search for Gold”, gravado e finalizado em apenas seis dias em Seattle

Algumas trocas de emails e fitas demo precederam o convite do cantor, compositor e guitarrista capixaba Amaro Lima (ex-Mahnimal) ao produtor Jack Endino: formar a banda 7 Kinds of Monkeys e, assumindo o contra-baixo, gravar um CD juntos. O convite foi aceito e o produtor que ajudou a explodir a cena grunge no início dos anos 90 com discos de bandas como Nirvana, Soundgarden e Mudhoney, aceitou o desafio de compor, gravar e mixar o álbum em apenas seis dias em seu estúdio em Seattle. Assim nasceu “Search for Gold”, primeiro disco da banda, formada ainda por Barret Martin (ex-baterista do Screaming Trees e de projetos com REM e Stone Temple Pilots) e pelo guitarrista carioca Ricardo Mendes (já gravou com Djavan, Ed Motta, Adriana Calcanhoto e Shakira, dentre outros).

São onze músicas, cantadas em inglês, a maioria compostas por Amaro Lima – a exceção fica por conta da instrumental “The Caboclos Jam”, uma sinergia com origem no diálogo entre influências norte-americanas e brasileiras. O disco começa com “Search for Gold”, que dá nome ao disco, abrindo os trabalhos com força, peso e velocidade, dando o norte do que vem em seguida. A segunda faixa, “Lose control”, outro destaque do disco, não perde tempo e mantém a aceleração e a densidade inicial, assim como em “Can”, aqui um encontro notável dos arranjos vocais de Amaro com as linhas nada leves de guitarra. O disco traz também surpresas pulsantes, não tão aceleradas, também não menos empolgantes, como “Sweet surender” e “Tell You”, que figuram entre os pontos altos do disco. O resultado final do disco é um som pesado que segundo o próprio Endino “tem seção rítmica de guitarras e melodia com punch brasileiro e uma cozinha de baixo e batera rockn’roll bem americanos”.

Simultaneamente ao lançamento do CD, um documentário sobre as gravações e as experiências em Seattle, dirigido por Fabio Seidl e Raphael Erichsen, poderá ser assistido no site da banda, a partir de março. Além de imagens em estúdio dos músicos tocando ou em momentos de descontração, o documentário também traz o encontro da banda com Krist Novoselic (baixista e co-fundador do Nirvana) e Kim Thavil (guitarrista do Soundgarden), dentre outras curiosidades.

Banda minimiza polêmica criada na internet

No fim de janeiro, Jack Endino criticou em sua página no Facebook bandas brasileiras que tentavam cantar em inglês mas que não conseguiam ser entendidas, gerando uma grande polêmica no mundo do rock. Após críticas, o produtor se desculpou e disse que não era a intenção generalizar. A prova disso é que 7 Kinds Of Monkeys  traz Endino  avalizando a competência do projeto de Amaro Lima, que o defende: “quem conhece o Jack sabe que ele adora a música brasileira e o Brasil. Ele jamais toparia tocar no 7 Kinds of Monkeys se não achasse que poderíamos fazer um som com personalidade e qualidade. Bandas de outros países também cantam em inglês mesmo não sendo nativas na língua. Algumas são ótimas, outras nem tanto. A nossa língua é o rock.”

Deixe uma resposta